Óbidos teve 29 casos notificados de dengue de janeiro a abril de 2016

Óbidos teve 29 casos notificados de dengue de janeiro a abril de 2016

Vigilância em Saúde de Óbidos registrou de janeiro até o dia 28 de abril deste ano um total de 29 casos suspeitos de dengue no município. Segundo os dados da Secretaria Municipal de Saúde dos 29 casos suspeitos cinco já foram confirmados como positivos, cinco negativos e 19 ainda aguardam pelo resultado que deverá ser divulgado logo após a entrega realizada pelo laboratório responsável. Em 2015, a Vigilância em Saúde registrou um total de 44 casos suspeitos da doença dos quais nove foram dados como positivos e 34 negativos, um ainda aguarda pela divulgação do resultado.

 

 

 

De acordo com a diretora executiva em Vigilância em Saúde, Marcelia Lima, o registro de casos suspeitas no município pode ser tido como algo positivo uma vez que não camufla falsa informação. “Nós não queremos jamais afirmar que não existem casos de dengue em Óbidos, nós somos cientes dessa situação e temos chamado a população tanto para a sensibilização quanto para o combate do criadouro dos mosquitos, mas o que a gente avalia como positivo é que a população tem buscado atendimento nos nossos Centros de Saúde e com isso nós conseguimos fazer a sorologia e com o resultado podemos elaborar campanhas mais eficientes”, falou a diretora.

Sobre os dados registrados em 2015, um total de 44 notificações, com 9 casos positivos, a diretora da Vigilância em Saúde ressaltou. “Todos os anos durante o primeiro semestre os casos de notificações aumentam por conta do período chuvoso, isso contribui para alavancar as notificações, isso não significa dizer que em 2016 temos dados alarmantes. Nós estamos trabalhando as campanhas de sensibilização e de combate e a tendência é que até julho tenhamos os registros de novas notificações que podem ser positivas ou negativas, mas o importante é que a gente chegue até estes casos e que eles sejam reais”.

Para coibir a proliferação da doença desde novembro de 2015 a SEMSA realiza o trabalho de sensibilização por meio de palestras e desde o dia 26 de março, varias ações de limpeza são realizadas em vários bairros da cidade como forma de combater os criadouros do mosquito Aedes Aegypti, que transmite além da dengue a febre chikungunya e o zika vírus que não foram diagnosticados nenhum caso em Óbidos. “Nosso objetivo é acabar com os criadouros do mosquito e o fato destes números aparecerem significa que dados não estão sendo camuflados. Hoje contamos com o apoio de parceiros muito importantes e isso envolve todas as Secretarias Municipais, Entidades Governamentais e Não Governamentais, e demonstra que a responsabilidade não é somente do poder público, mais de todos, e os mutirões são bem vistos por todos”, finalizou Marcelia após citar os mutirões de limpeza que são realizados desde o dia 26 de março e que encerram no dia 7 de maio, sábado, no bairro de Fátima.

FONTE: ASCOM-PMO

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS