Prefeito em exercício de Óbidos, Isomar Barros, fala sobre pagamento de servidores

Prefeito em exercício de Óbidos, Isomar Barros, fala sobre pagamento de servidores

Aconteceu nesta quarta-feira, dia 18, uma entrevista coletiva, em que o prefeito em exercício de Óbidos, Isomar Barros, juntamente com o secretário de Urbanização, Marcos Maciel e o assessor jurídico do município, José Claudio Galate, deram explicação sobre o pagamento de salários atrasados dos servidores municipais, repasses ao município, paralisação de servidores, entre outros assuntos.

Quanto ao pagamento de salários atrasados

O Prefeito em exercício, Isomar Barros informou que o salário dos servidores municipais referente ao mês de novembro de 2016, já está sendo pago e que a folha ficou em torno de R$ 500,00.

“Nós reconhecemos a manifestação dos funcionários, reconhecemos a atitude do sindicato, eu quero externar aqui, que enquanto gestor do município de Óbidos, nós estamos sensíveis a causa do funcionalismo Público. Sabemos que todo trabalhador é digno de seu salário e por conta disso nós fizemos todo esforço e estamos aqui para comunicar que o pagamento deverá sair hoje e amanhã para o funcionalismo, para aqueles que não receberam o mês de novembro”, informou Isomar.

Isomar também falou sobre a reivindicação do Sindicato dos Servidores, que apresentou a proposta de pagamento integral das folhas de novembro e dezembro de 2016, dos servidores efetivos, com os recursos existentes na conta da Prefeitura. Em resposta a Prefeitura informou que a intenção é pagar de forma integral todos os servidores, entretanto se não tiver condições, a solução será negociar com o sindicato o pagamento do mês dezembro, já que o de novembro está sendo pago.  

Quanto aos recursos disponíveis na conta da Prefeitura

Segundo informações da Secretaria de Governança os recursos que constam na conta da Prefeitura de Óbidos são os seguintes: FUNDEB:1,2 milhões; FPM: 789 mil; e do ICMS: 562 mil.

Conforme informações prestadas durante a coletiva, os valores nas contas da Prefeitura, não são suficientes para regularizar as folhas de pagamento em atraso e manter os serviços essenciais em funcionamento. “No caso de dezembro, se olharmos só para administração direta parece fácil fazer o pagamento integral. O problema é a área da educação. A folha da educação é de cerca de 3 milhões, e até aqui só temos pouco mais de 1 milhão nas contas do Fundeb, o que temos hoje não daria pra efetuar o pagamento. Agora no dia 20 por exemplo, temos que passar 190 mil para câmara de vereadores, e somos obrigados por lei a fazer isso. Até o dia 25 temos o compromisso de depositar 150 mil reais para rede Celpa, para começar a pagar a nossa dívida que é mais de 800 mil, bem acima dos pouco mais de 200 mil que anunciamos na semana passada. Então hoje, não vemos condições de pagar integralmente a folha de dezembro, como o sindicato está nos solicitando”, informou Isomar Barros. 

Quanto a paralisação na Secretaria de Urbanização

Na fala do secretário de Urbanização, Marcos Maciel informou que parte dos funcionários da Secretaria estão paralisados desde início da semana. “Por mais que seja dinâmico o trabalho, por mais organizado que seja, nós precisamos dos servidores para dar andamento aos serviços. Hoje nós só temos 30% do funcionalismo operando. Nós paramos quase que na totalidade a coleta de lixo que vinha sendo feita, hoje já observamos muito lixo na cidade. Nós organizamos o projeto, não só da limpeza urbana, como também o projeto para a secretaria, entretanto dependemos totalmente do funcionalismo público”, esclareceu o secretário.

www.chupaosso.com.br

 

Fotos de Odirlei Santos

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS