Mascarado Fobó (Rômulo Viana)

Mascarado Fobó (Rômulo Viana)

Mascarado Fobó (Rômulo Viana)

E lá vem ele bailando pelas ladeiras 
Vestido em chita e mascarado
Sem se saber quem é,
Esse personagem assustador, 
Encantador…
Símbolo maior desse carnaval
Que faz toda a alegria do pessoal.
Com seu jeito ousado e desengonçado
Com sua bexiga barulhenta
E sua arma de polvilho
Coitado do curumim que por ele for visto.
É sujeira!
Suja a todos dançando e polvilhando 
No compasso da marchinha 
Ou de um hit baiano…
Não sabemos quem.
Se é amigo, ou desafeto 
Se nunca vimos 
Ou se moramos tão perto
Mas se não queremos nos sujar
É melhor perto não ficar.

Vai fobó!
Dança
Gira
Balança
Nessas ladeiras de tantas andanças.
Tu és a cultura viva carnavalesca.
Tu és a cultura espelhada de tua cidade.
Tu és Óbidos, sentinela da Amazônia

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS