“SOLIDÃO DOS AFOGADOS”, poesia de Izarina Israel

“SOLIDÃO DOS AFOGADOS”, poesia de Izarina Israel

Poesia de Izarina Tavares Israel, sobre o antigo navio  Sobral Santos II, que naufragou no porto de Óbidos há 19 anos. .

SOLIDÃO DOS AFOGADOS

"In memorian"

aos afogados do navio Sobral Santos II, no porto de Óbidos .

Madeixas escuras, flutuam espumas

Entre ondas e peixes desconhecidos.

Escafandristas

Ao sombrio mundo dos abissais amazônicos

Descem confusos. Sobem apavorados.

Submergindo sem sentidos

Centenas de corpos Flácidos ...Falhos...

Falidos,

Flutuam! ...

Já não  são  nada!  ...

Apenas tudo...

Sórdido o tempo

Mostra a cara horrenda do sinistro

Que emerge em risos carcomidos

Habitantes agora, desse mundo submerso.

 

Tecem-se lamúrias,

Mil clamores,

Cheiros fétidos,

Acusações,

Rumores,

E, cães  famintos!...

- Horrores!

 

Tumbas enfileiradas partilham

Lado a lado

O destino comum.

----------------

Por : Izarina Tavares Israel.

Em 19. 09.1981

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS