ÓBIDOS

ÓBIDOS

Poema de Juvenal Canto à cidade de Óbidos, orgulho de seus filhos, que sabem brincar o carnaval.

Há muito tempo atrás
Óbidos e Oriximiná
Eram duas cidades irmãs
Uma no Rio Trombetas
E outra no Rio Mar

Quando um dia apareceu por lá
O Governador do Pará
Que hoje Detefon pode matar
Orgulhosamente as fez separar
E profetizou assim:
Que aquela do rio moreno
Muito iria triunfar
Mas aquela do Rio Mar
Num porto de lenha iria se transformar

Sua profecia infeliz
Nunca vai prosperar
Povo feliz e hospitaleiro
Que para brincar, não precisa de aval
Das cidades pequenas do norte
Óbidos é o melhor carnaval
Mostrando ao Brasil a força do seu povo
Sempre sabendo lutar
Que em porto de lenha
Nunca se transformará.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS