Mateus Marinho, o menino poeta obidense

Mateus Marinho, o menino poeta obidense

Por João Canto. 

Mateus Nunes Marinho, menino de 8 anos de idade, morador da Comunidade Boa Nova, Paraná de baixo, no Município de Óbidos,  ficou famoso durante este mês de maio, quando sua tia divulgou nas redes sociais suas poesias e um vídeo, o qual fala sobre a vontade de ser poeta, mudar a sua vida e de seus familiares.

Nesta matéria, transcrevemos algumas poesias de Mateus Marinho, as quais estamos publicando, iniciando com a poesia em que Mateus se apresenta como poeta. Veja:

MEU PERFIL

Ao rimar este poema
O alfabeto vou usar
Pra contar minha história
Do povo deste lugar.

Mateus é o meu nome
Escrito com a letra “m”
Com sete anos de idade
Já tenho a capacidade
De escrever o meu poema.

Sou filho do interior
Com muito orgulho de ser
Não tenho pai registrado
Com uma mãe do meu lado
Uma vó que me irradia
Não tenho a capacidade
De enxergar a luz do dia.

É normal que todo mundo
Tenha uma vocação
Vou me tornar um poeta
Pra alegrar seu coração.

Todo dia eu peço a Deus
Saúde pra estudar
Pra ser alguém na vida
E minha família ajudar.

Na vida: Ninguém
É feliz sozinho
Preciso do seu carinho
Não quero mal a ninguém
Só quero deixar saudade
No coração de Alguém.

A poesia sobre os profissionais da saúde ficou famosa rapidamente, assim como Mateus. Daí em diante, vários sites, TVs e principalmente através das redes sociais, as notícias se espalharam, mostrando a vocação de Mateus e sua motivação em querer ser poeta.

PROFISSIONAIS DA SAÚDES

Tá vendo aquelas pessoas
Vestidas de branco ali,
São todas super heróis
Não param de trabalhar
São tantas vidas humanas
Que eles têm que salvar.

Os profissionais da saúde
Podem ser chamados heróis
Pois arriscam a própria vida
Para salvar todos nós.

São heróis de carne e osso
Sem horário pra deitar
Com simples gestos de amor
Tentam a dor curar
Causada por uma praga tão forte
Que o mundo quer derrotar.

Vocês têm o meu respeito
E minha admiração
A equipe do Samu
O copeiro e o segurança do portão
O médico, enfermeiro, fazendo seu plantão
E assim, honram o imposto pago por esta nação.

É preciso perceber
Que hoje o Mundo Parou
Que todos somos iguais,
O dinheiro não é tudo
Se todos fizerem sua parte
Nascerá um mundo novo.

Fique em Casa, por mim, por você e os profissionais de Saúde.
Fique em Casa,

Em suas poesias, Mateus sempre retrata a sua condição de moradia de interior da Amazônia, o qual compôs a poesia: "O Menino da Roça". Veja:

O MENINO LÁ DA ROÇA

Vida solitária
Levo a vida de um menino
Entre flores e espinhos
Entre chuva e sol
As vezes me sinto só.

Deus é minha inspiração
Seguro em suas mãos
Olho pra este mundão
Com tanta corrupção.

Parece não ter saída
Olho pra minha vida
Uma família sofrida
Mas com Deus no coração
Tenho lembrança dos
Momentos difíceis da
Minha vida.

A seguir estamos postando o vídeo produzido pelo programa Rota Óbidos, sendo que a equipe do programa foi até a Comunidade Boa Nova e entrevistou Matheus, o qual recitou algumas de suas poesias. O Vídeo foi cedido para publicarmos nesta matéria.

VÍDEO SOBRE MATHEUS

Matheus agora tem um CANAL NO YOUTUBE, cujo nome é:  “O pequeno sonhador. Mateus”, que pode ser acessado Clicando Aqui, onde foram reunidos várias matérias publicadas, assim como, ele aprece recitando suas poesias, inclusive a que ficou mais famosa feita para os profissionais da saúde.

Veja mais uma poesia de Mateus transcrita sobre Família.

FAMÍLIA

Nem as preciosas pedras
Com seus mais altos valores
Não compara uma família
Que é regada por amor

Não importa o tamanho
Nem a nacionalidade
E lá que existe o perdão
E nasce a felicidade

É o jardim mais florido
Daqueles que sabem amar
É nela que os que caíram
Podem se levantar

É a escola da vida
Que insiste a ensinar
Que ela é a base de tudo
Basta saber amar...

Por João Canto
www.obidos.net.br

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS