Veja os principais assuntos tratados na entrevista coletiva com o Prefeito de Óbidos

Veja os principais assuntos tratados na entrevista coletiva com o Prefeito de Óbidos

Nesta segunda-feira, dia 03, o Prefeito de Óbidos, Chico Alfaia, concedeu uma entrevista coletiva, onde falou de diversos assuntos referentes a infraestrutura do município de Óbidos, Carnaval, CPI,  entre outros assuntos. Fizemos um resumo de alguns pontos trados na entrevista:

Inicialmente o Prefeito informou que esteve em Brasília, semana passada, tratando de assuntos referentes a infraestrutura do município e destacou:

Quanto a Feira do Produtor Rural

Chico Alfaia informou que a Feira do Produtor Rural está em desacordo com as orientações do IPHAN, pois toma a visão do Quartel e não pode mais ficar onde está. Segundo ele, o Deputado Chapadinha, proporcionou uma emenda de 400 mil reais, com a contrapartida de 30 mil da Prefeitura. A feira será construída entre o Estádio Arizão e o Sespe, no Bairro da Cidade Nova. Segundo Alfaia, o projeto já foi aprovado.

Quanto a Orla de Óbidos

Segundo Chico Alfaia, foi aprovado o empenhado 10 milhões de reais, para revitalização da orla de Óbidos. Comentou que parte desses recursos poderão ser utilizados para fazer a contenção da Barreira, que vai  da frente da cidade até o Tucuruvi, onde ficam prédios históricos, como o Forte Pauxis, Antiga Delegacia, o Cliper de Sant´Ana, que poderão ser comprometido com deslize da barreira. Alfaia informou também que as licitações já poderão ser feitas a partir desta semana e que a empresa que for licitada terá a obrigação de fazer o projeto executivo.  

Quanto a Ambulância

Sobre a ambulância as Samu, Alfaia informou que quando receberam a ambulância já estava em situação Precária, pois andava e parava, foi levada a uma oficina e foi detectado que teria que adquirir algumas peças. A secretária de saúde da época fez cotação de preços em Santarém e lá estabeleceram o preço, e que foram informados que em Goiânia existia uma oficina especializada e que em 30 dias deixaria a Ambulância como nova, conversa esta, que ficou por ai. Alfaia informou que quando soube a Ambulância já estava em Goiânia, e que nunca assinou autorização para o envio da Ambulância para Goiânia.  “Se eu tivesse assinado, eu sou homem para assumir aquilo que eu faço e sem medo, pois eu cometo erro e acertos”, comentou. Como a prefeitura não tinha recurso para pagar o conserto da ambulância, o dono da oficina “reteu” e só foi possível liberá-la com ações na justiça. A Ambulância já foi devolvida e está em Óbidos.

Quanto a CPI da Saúde

Alfaia informou que o Caso da CPI foi ocasionado por conta da Ambulância e foi quando começaram a surgir as denuncias. A primeira denuncia foi por que  a licitação da Saúde foi de 10 milhões de reais. “Quem entende o mínimo de licitação, sabe que eu posso fazer até de 30 milhões, o que vai importar é de quando eu compro e de quando eu pago e se o que eu pago está legal”, comentou Alfaia.

“A outra denúncia foi que eu tinha recebido um milhão de reais de um vendedor de remédios, mas depois baixou pra 800 mil. Como é que um vendedor vai me dar um milhão ou 800 mil, ou 500 mil, se o que foi comprado das três empresas que ganharam a licitação foi em torno de um milhão o ano todo? Esses empresários teriam um prejuízo danado se ele tivesse me dado esse dinheiro”, informou Alfaia.

“Eu sei que o alvo da CPI sou eu, mas eu estou tranquilo quando a isso”, comentou Alfaia.

Quanto ao Carnaval

Chico Alfaia informou que o Carnaval de 2016 custou aos cofres públicos 772 mil reais. Quando entrou em 2017, a primeira coisa que tentou fazer foi baixar os custos e nesse ano ficou em torno de 390 mil reais.  

Lembrou que a arrecadação própria do município fica em torno de 1,2 milhão ao ano e que o custo do carnaval em 2016 foi de quase um milhão se somasse outras despesas.

“Em 2017 recebemos a herança de 2016, pois não foi totalmente quitado. E uma surpresa ruim chegou pra mim há uns dois meses atrás, o Carnaval de 2012 também não foi pago, ainda falta 104 mil reais, com decisão da justiça para pagar o carnaval de 2012, 5 anos depois. Cadê a experiência admirativa falada. Eu vou recorrer”. Alfaia comentou.

Quanto ao carnaval de 2016, uma empresa entrou na justiça também. O  carnaval de 2017 foi todo pago. “O Carnaval de 2018 baixou para 280 mil, estou devendo e vamos pagar agora em dezembro o restante que falta. Eu peço desculpas públicas pras bandas e para as empresas, pois foram essas empresas que possibilitaram que o carnaval acontecesse”, comentou Alfaia.

Alfaia informou também que o Projeto para o Carnaval de 2019 já está pronto desde julho e que estão buscando recursos para financiamento do carnaval através de empresas especializadas em captação de recursos, mas que o problema maior enfrentado é que o carnaval de Óbidos não cobra nada, diferente do Festival de Parintins e Festival das Tribos em Juriti e comentou: “Se eu gastar 100 mil reais no carnaval, será 100 mil que vai faltar na conta do funcionário Público, então vai chegar o momento que vamos ter que optar ou nós mudamos a maneira de fazer o carnaval em Óbidos ou vamos parar de fazer, pois as mesmas pessoas que me cobram o carnaval são as mesmas pessoas que me cobram a luz no poste, salário em dia e ruas pavimentadas e a prefeitura só tem despesas. Claro que o dinheiro corre nesses dias aqui em Óbidos, entretanto muitas vezes não fica aqui!”.

“Nós queremos um carnaval bonito mas eu não quero mais gastar dinheiro público só com isso. A prefeitura não pode mais pagar sozinha por isso e nós estamos tentando diminuir a parte financeira nesse evento, se nós conseguirmos diminuir 50 mil, já está de bom tamanho. Pela primeira vez o projeto do nosso carnaval já está pronto, já foi consultado as empresas, já lançamos as marchinhas do carnaval e estamos vendo se em dezembro já distribuímos os CDs. Eu não quero acabar com o carnaval,  o que eu quero é diminuir a participação financeira da Prefeitura”, informou o Prefeito Chico Alfaia.

Pagamento de Funcionários

Algumas secretarias já começaram a ser pagas e a secretaria mais atrasada é a SEMDES, mas já recebeu o salário de outubro. “Com esse 1 % que iremos receber vamos pagar o 13º de algumas secretarias extra e exclusiva em educação e vamos pagar até o dia 11, os salários de novembro, conforme acordo. Os servidores da administração direta, vamos tentar pagar o 13º logo e até o final de dezembro, pagar logo o salário”, garantiu Chico Alfaia.

A Secretaria de Educação passou a ser independente e está coordenando seus recursos financeiros e que uma verba já está disponível e dá pra pagar o 13º, que já deverá ser pago. Assim que for entrando as outras verbas do FUNDEB,  serão pagos os salários.

Alfaia informou que existem 41 servidores que ainda não foram pagos, por que não assinaram seus contratos por falta de documentos, mas assim que forem resolvidas essas pendências, serão pagos.

Outros assuntos foram tratados na entrevista como: o funcionamento das escolas como o Felipe Patroni, que está funcionando na antiga escola São José, falou sobre o laboratório de analises clinicas, manutenção de ruas e vicinais, prêmio do Sebrae, entre outros assuntos.

www.obidos.net.br – Fotos de Odirlei Santos.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS