LUÍSA, NOSSO ANJO DA PAZ

LUÍSA, NOSSO ANJO DA PAZ

O ciclo de vida do ser humano é reflexivo e nos remete a entender a importância de nossa existência enquanto pessoa em uma sociedade conservadora, tradicional, exigente, normativa e de valores intrínsecos da própria sobrevivência.

Geralmente, porém, quando se chega à fase adulta além da preocupação com os estudos, realização profissional e conseguir um bom emprego estável, o olhar se volta irremediavelmente para a constituição da família. Tal objetivo perpassa gerações e gerações.

Por outro lado, quando os laços familiares se tornam realidade, o filme se repete. Neste estágio com a chegada dos filhos, devemos estar emocionalmente preparados, tarefa bastante árdua, para enfrentarmos os dissabores naturais que a vida nos proporciona.

Nesse sentido, recentemente, minha família passou por momentos claudicantes que nos deixaram completamente sem chão com a partida prematura para o Pai do nosso filho primogênito Aluízio, então com 34 anos, no momento mais feliz de sua vida que foi o nascimento de sua filha Luísa, com sua esposa Vanessa, em que só teve a oportunidade de acariciá-la fisicamente por sete dias. O restante só por meio de fotografias no leito do hospital até à sua Páscoa.

No entanto, durante a gravidez, como marinheiro de primeira viagem, se inteirou de todo o processo gestacional, lendo livros, vendo reportagens, filmes e policiando sua esposa Vanessa a cumprir fielmente a dieta ministrada pelo médico para que Luísa viesse ao mundo saudável e cheia de vida, como realmente aconteceu.

Eis, pois, que no dia 08 de outubro de 2019, na maternidade da Samel, à 1h33min, Luísa dá seu grito de liberdade fazendo assim a transição do mundo uterino para o mundo real. Foram vinte horas à espera da definição sobre a modalidade de parto: normal ou cesariana. A fé em Deus do casal foi preponderante para que antes do limite estipulado pelo corpo clínico para a decisão da cesariana, Luísa dá o choro e o ar de sua graça em parto normal.

Aluízio, contudo, parece que adivinhando o que viria a seguir, arranjou coragem e acompanhou todo o rito do parto, literalmente com a mão na massa, arregimentou forças e ajudou a equipe no momento do nascimento carregando sua filha. Participou efetivamente de todo o processo.

Um fato interessante que observei pouco antes da Luísa nascer foi que Inês e eu, na sala de espera, completamente nervosos e apreensivos, no aguardo da enfermeira para ouvir a palavra mágica mais importante no momento: “nasceu”. Observei, pois, que meu celular sinalizou. Era o Aluízio passando a seguinte mensagem da sala de parto: “Pai, falta pouco pra Luísa nascer”! Após cinco minutos o sinalizador do “zap” alertava, era o Aluízio novamente: “Pai, a Luísa nasceu! Agora eu sou pai de verdade!”

Portanto, hoje é o dia do aniversário de nossa neta Luísa de Lima Brasil Figueira, completando seu primeiro ano de vida. Tenho certeza que seu pai, Aluízio, lá do Alto está feliz com sua filha.

Luísa, nossos parabéns! Felicidade em toda à sua vida! Que você cresça na fé em Deus e na intercessão de Nossa Senhora como seus pais e familiares! Feliz aniversário! Nosso amor por você é verdadeiro! Luísa, não esqueça jamais que você é o nosso anjo da paz!.

Otávio Figueira

Manaus/Am, 08 de outubro de 2020

Vanessa Figueira Maria Etelvina Lima Brasil Ines Maria Brasil Jorge Brasil Eugênia Araújo Joana Pessoa Jesus Pessoa Valéria AraDi.

FOTOS....

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS