Sistema Agroflorestal é tema de curso de agentes ambientais no quilombo do Ariramba

Sistema Agroflorestal é tema de curso de agentes ambientais no quilombo do Ariramba

Cerca de 20 pessoas participaram do quarto módulo do curso de agentes ambientais que abordou entre outros temas os sistemas agroflorestais, na fronteira de Óbidos e Oriximiná.

Iniciado em agosto de 2017, o curso de Agentes Ambientais Comunitários do Ariramba, um quilombo localizado na fronteira dos municípios de Óbidos e Oriximiná, chega ao quarto módulo e aborda temos específicos demandados pela própria comunidade como: criação de animais de pequeno porte (aves), sistemas agroflorestais, monitoramento ambiental e educação ambiental. As atividades foram realizadas em março de 2018 e tiveram o objetivo de apresentar e discutir novas formas de trabalhar a agricultura e a criação animais, de modo, a melhorar a produção e a geração de renda dos moradores da comunidade conciliada a preservação do meio ambiente, além de aprimorar e fortalecer os conhecimentos locais.

Segundo Renan Moura, biólogo do Programa Territórios Sustentáveis, e responsável pela formação dos agentes ambientais comunitários. “A discussão dos conteúdos foi importante, pois fazem parte do dia a dia dos moradores da comunidade, que de modo tradicional, monitoram o território, compartilham conhecimentos sobre a natureza, trabalham na agricultura familiar e criação de animais, entretanto, é possível potencializar os conhecimentos locais, através da adoção de novas técnicas e tecnologias, é isso que propomos nesse módulo, trazer novos conhecimento e novas formas de fazer, de modo a melhorar a produção e a geração de renda, além de garantir a manutenção dos recursos da natureza.”, ressaltou o biólogo.

Socorro Almeida, servidora do Ideflor-Bio, instituição parceira do Programa Territórios Sustentáveis na formação agentes ambientais, ressalta que as turmas de agentes ambientais têm um papel fundamental no que tange a garantia de direitos e no cumprimento da lei. “Todos tem direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado e o Ideflor-Bio está fazendo sua parte e incentivando a coletividade a fazer a sua também. O envolvimento da comunidade faz com que os comunitários se apropriem do espaço em que residem e lutem pela manutenção do meio ambiente saudável”, frisou Socorro que também é responsável pela formação de agentes ambientais em Oriximiná e do acompanhamento dos agentes já formados da Flota de Faro.

O Programa Territórios Sustentáveis é uma iniciativa da Agenda Pública, Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam) e Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), com apoio financeiro da Mineração Rio do Norte (MRN) que tem por objetivo contribuir para a consolidação de um desenvolvimento sustentável dentro dos territórios de Faro, Terra Santa e Oriximiná por meio dos eixos, Desenvolvimento Econômico, Gestão Ambiental, Gestão Pública, Capital Social e Quilombolas.

FONTE: Ascom/Territórios Sustentáveis

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS