Audiência Pública em Óbidos discutiu sobre preservação de patrimônio cultural

Audiência Pública em Óbidos discutiu sobre preservação de patrimônio cultural

Aconteceu nesta quinta-feira, dia 06, na Casa de Cultura, em Óbidos, uma Audiência Pública sobre a preservação do patrimônio histórico cultural de Óbidos, onde estiveram reunidas pessoas interessadas sobre o assunto, para debater o tema com os palestrantes do IPHAN, Ciro Lins, superintendente do IPHAN e dos arquitetos Tatiane Borges e Fernando.

Ciro Lins em entrevista comentou que o objetivo de sua estada em Óbidos foi alcançado, pois foram feitos esclarecimentos sobre a função do IPHAN,  sobre alguns casos específicos de Óbidos, como também estreitaram os laços da parceria no sentido de preservação do patrimônio cultural obidense.

“O grande objetivo da política de patrimônio cultural é que se faça uma gestão compartilhada do patrimônio cultural brasileiro, o que significa dividir responsabilidades, tanto o IPHAN, prefeitura e o estado, e que unam suas estruturas para que se possa dar conta dessa missão, que é da preservação do patrimônio cultural brasileiro”, comentou Lins.

Lins também enfatizou que é necessário que as secretarias estruturem suas equipes e que sejam capacitadas para cuidar de seus patrimônios, pois é o município que está mais próximo desses bens culturais.

A Arquiteta Tatiana Borges lembrou que a cidade de Óbidos, há muito tempo, já merece um tombamento mais amplo, pois atualmente são tombados alguns imóveis isolados (como o Forte Pauxis) e suas áreas em torno, e que existem outras áreas que tem potencial para serem tombadas. “Nós sabemos que os processos de tombamento é moroso ou acabam não se concretizando, por que precisa realmente de uma relevância para a União. Por isso que estamos conversando, para que o próprio município faça o tombamento municipal dessa área enquanto conjunto, pois existem muitos prédios conservado nessa área”, informou Tatiana.  

“Óbidos ainda tem um conjunto de imóveis históricos e tem que se trabalhar o mais rápido possível para evitar que sejam destruídos ou que sejam abandonados, e a gente vê que o norte tem um potencial turístico, para além de um turismo de aventura de natureza, mas também de patrimônio histórico, como aqui”, lembrou Tatiana.

O Arquiteto Fernando comentou sobre o patrimônio cultural, o qual explicou sobre a diferença entre bem material e bem imaterial. O bem material é formado por um conjunto de bens culturais classificados segundo sua natureza: arqueológico, paisagístico e etnográfico; histórico; belas artes; e das artes aplicadas. Eles estão divididos em bens imóveis – núcleos urbanos, sítios arqueológicos e paisagísticos e bens individuais – e móveis – coleções arqueológicas, acervos museológicos, documentais, bibliográficos, arquivísticos, videográficos, fotográficos e cinematográficos. Os bem imaterial, está relacionado às celebrações, aos saberes, às habilidades, às crenças, às práticas, ao modo de ser das pessoas; e também a arqueologia e a diversidade linguística, entre outras formas culturais.

O IPHAN, segundo seus técnicos, continuará no acompanhamento sobre os bens culturais de Óbidos, estreitando os laços de parceria e prestando o apoio necessário para preservá-los.

A audiência pública foi uma realização do Ministério da Cidadania, o Instituto do Patrimônio Histórico e  Artístico Nacional e da Prefeitura de Óbidos.

www.obidos.net.br – Fotos de Odirlei Santos

FOTOS...

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS