Entrevista com Pollyana Savino sobre atendimento no “Hospital 24 horas” em Óbidos

Entrevista com Pollyana Savino sobre atendimento no “Hospital 24 horas” em Óbidos

Nesta entrevista, Pollyana Savino de Souza, diretora da Urgência e Emergência do Hospital José Benito Priante, em Óbidos, mais conhecido como “Hospital 24 Horas”, fala sobre o atendimento de urgência e emergência no Hospital.

Veja a entrevista:

Quanto a chegada dos médicos do programa Mais Médicos

Polyana: Com a chegada dos médicos  do programa Mais Médicos, desde 1º de abril, os atendimentos da atenção básica de saúde se normalizaram, com a prioridade dos pacientes do programa, mas também assistindo outros pacientes que são demandas espontâneas, que procuram os serviços.

Quanto ao atendimento de urgência e emergência

Polyana: A nossa prioridade agora é seguir o nosso protocolo de atendimento, que desde o ano passado, após a auditoria do Ministério da Saúde nós deixamos de ser um Hospital e nós realizamos serviços de emergência, que é realmente o serviço prestado a população. Então seguimos os protocolos fazendo o atendimento dos pacientes com prioridades de urgência com risco de saúde, com emergência e com risco de morte.  São pacientes com AVC, vítimas de acidente de trânsito, queimaduras, quedas, choque elétrico, etc. Não que a gente não atenda outras demandas, mas nós conseguimos atender 100% emergência. Continuamos atender os pacientes, mesmo sendo de consultas. Mas precisamos melhorar essa nossa assistência, priorizar nossos serviços por questão da qualidade de nossos profissionais que assistem esses serviços.

Quanto ao Raio-X

Pollyana: O atendimento de Raio-X, temos duas profissionais trabalhando, que alternam o horário, e funciona de 08h as 12h e de 13h as 17h, conforme portaria que respalda os serviços delas, por conta da exposição de radiação. Nós trabalhamos com agendamento dos pacientes que são encaminhados da unidade de referência do Município. Atendemos também a demanda do particular, estipulado um processo de 4 posições, por cada atendimento, com transcrição do particular para o Município, para se ter respaldo na realização do exame. E também assistimos a demanda de agência de urgência e emergência, com sobreaviso. Atendemos também os pacientes internados na Santa casa que passaram por aqui, havendo a necessidade de Raio-X. Estamos de portas Abertas. O atendimento é por prioridade de emergência.

Quanto a Internação

Pollyana: Quando atendemos os pacientes é feito uma triagem e se esse paciente precisar logo de tratamento imediato, acolhemos no leito, o médico faz a assistência. Se após o atendimento ele não tiver uma melhora, o médico, junto com a família, o encaminham para a Santa Casa de Misericórdia para internamento, com todos os protocolos necessários.

Quanto a escala de médicos

Pollyana:  Eu tenho uma escala médica, os meses que são 31 dias, trabalhamos 744 horas e de for 30 dias, trabalhamos com 719. Nós ainda temos problema com a contratação de profissionais pra eles se deslocarem pra o município, principalmente durante a semana. Durante os finais de semana, estamos com o Dr. Cleo, Dr. Leônidas e Dr. Márcio Augusto. Durante a semana, porque o Dr. Cleo é o único cirurgião do município, quando ele precisa fazer um procedimento cirúrgico, ele precisa se ausentar daqui por um momento.

Quanto a dificuldade de contratar médicos

Pollyana:  O conselho de Saúde já foi informado, a população é conhecedora dessa nossa dificuldade de encontrar profissionais médicos que aceitem vir trabalhar em nossa escala de plantão. Eles colocam algumas dificuldades, imposições, a qual o Município na sua demanda financeira, tem alguma dificuldade de arcar com esses pedidos dos médicos. Nós estamos em buscas desses profissionais pra estar contratando e melhorar essa assistência de nossos pacientes dentro da emergência, para os plantões não ficarem sem médicos.

Quanto a equipe de plantão

Pollyana: Em relação a equipe que está de plantão, são todos profissionais capacitados. Tem a enfermeira responsável pela unidade, que faz o acolhimento. Estão capacitados para fazer a triagem desses pacientes e fazer todos os encaminhamentos e procedimentos necessários.

Quanto a ambulância

Pollyana: Nós temos ambulância na sede, que é aqui no “24 horas”, que presta serviço na área urbana e área rural de resgate. Quando a equipe sai da cidade, nós temos o sobreaviso, que faz somente o transporte dos pacientes que precisam de internação. Nós temos ambulância no Curumu, Igarapé  Açu, que faz o atendimento da comunidade e nas proximidades.

Estamos postando algumas imagens que mostram alguns ambientes do “Hospital 24h”.

www.obidos.net.br – Fotos de  Odirlei Santos

FOTOS...

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS