Defesa Civil de Óbidos tem novo coordenador, Jamerson do Amaral

Defesa Civil de Óbidos tem novo coordenador, Jamerson do Amaral

O prefeito de Óbidos, Chico Alfaia, oficializou na manhã desta terça-feira (6), a posse do novo titular da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec). A posse aconteceu durante reunião na sede do órgão com a presença do novo coordenador, Jamerson Pimentel do Amaral, que na oportunidade foi apresentado pelo prefeito aos demais integrantes da equipe de agentes da Comdec.

Jamerson, 38 anos, é bacharel em administração com larga experiência em empresas privadas. Ele assume a titularidade da Defesa Civil em substituição ao ex-coordenador Ary Franco.

Chico Alfaia enfatizou que a troca de comando do órgão foi motivada por questões técnicas, atendendo a um pedido do ex-coordenador que priorizará projetos pessoais. Alfaia destacou ainda o importante trabalho desenvolvido em 2017 pela defesa civil. “Nós tivemos um árduo trabalho em 2017 com a defesa civil. Tivemos grandes avanços também, por isso esta mudança é meramente técnica e também atende a um pedido do ex-coordenador. A nossa orientação é que a defesa civil continue o bom trabalho com a defesa civil estadual e o Ministério da Integração. Temos muitos desafios e esse período é ainda mais delicado. Mas, temos a certeza do excelente trabalho que o Jamerson desenvolverá”, disse o prefeito Chico Alfaia.

O novo coordenador já reuniu com a equipe da Comdec. O primeiro momento foi de levantamento das ações em andamento e dos projetos para atender as situações emergenciais que possam surgir nesse período. “A hora é de tomar conhecimento das ações em andamento e das que já estão planejadas. Iremos manter os projetos da defesa civil e colaborar para aperfeiçoar os trabalhos. Sabemos do período difícil e da necessidade de agir. Mas, temos aqui uma equipe muito boa o que permitirá que o auxílio chegue a todos que necessitem”, disse Jamerson.

Monitoramento

A Comdec redobrará o trabalho de monitoramento nas áreas de risco na cidade e no interior. O rio Amazonas está 56 centímetros abaixo da média do ano passado, no mesmo período. Ainda assim, os órgãos que monitoram o clima na região estimam que no mês de março deve chover 331 milímetros. O que requer máxima atenção nas áreas mais baixas da cidade e na região de barreiras que vai deste a área central até o bairro de Santa Terezinha.

Para agilizar a resposta a possíveis alagamentos nas partes mais baixas da cidade, a defesa civil realizou o levantamento completo do quantitativo de madeira que seria necessário para atender as áreas que registram alagamento.

O levantamento foi encaminhado à Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), para que o órgão possa elaborar um plano de ação com a doação de madeira para a construção de pontes e passarelas.  

Fonte: Ascom/PMO

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS