Quilombo de Boa Vista Trombetas finaliza construção do seu Plano de Vida

Quilombo de Boa Vista Trombetas finaliza construção do seu Plano de Vida

A construção participativa do Plano de Vida foi realizada em duas etapas e abordou as temáticas: Cultura, Fortalecimento Institucional, Habitação, Saúde, Educação, Meio Ambiente e Geração de Renda.

Em duas etapas os moradores do quilombo de Boa Vista Trombetas, no município de Oriximiná, elaboraram de forma participativa o seu Plano de Vida, uma ferramenta de gestão territorial que busca em um prazo de 5, 10, 15, 20 anos, melhorias para a qualidade de vida de seus territórios. Em Boa Vista, o primeiro quilombo titulado no Brasil em 1995, o Plano de Vida foi elaborado em duas etapas, a primeira realizada no mês de abril, quando foi pensado em ações para as áreas da Cultura, Fortalecimento Institucional, Habitação, Saúde, e, nos dias 23 e 24 de junho, o debate foi retomado pelos moradores que aprovaram ações para Educação, Meio Ambiente e Geração de Renda.

As temáticas debatidas nas duas etapas de construção do Plano de Vida são reflexo dos anseios demandados pelos moradores que se fizeram presentes na reunião que foi realizada no Barracão Comunitário de Boa Vista Trombetas. “O que a gente colocou no Plano de Vida foram todos os nossos anseios e tudo aquilo que a gente acredita que é bom para a comunidade, então eu acredito que este Plano de Vida vai dar uma estrutura melhor para a comunidade pra gente fortalecer aquilo que a gente achava que estava se perdendo”, ressaltou Josielton de Jesus dos Santos, coordenador administrativo da Associação das Comunidades Remanescentes de Quilombos de Boa Vista Trombetas (ACRQBV) que possui 112 famílias, segundo o levantamento socioeconômico da comunidade.

Assegurar os direitos dos quilombolas é um dos objetivos da Arqmo (Associação das Comunidades Remanescentes de Quilombos de Oriximiná) que tem buscado garantir melhorias aos povos quilombolas do município de Oriximiná. “Eu me sinto muito feliz, esse é um passo muito importante que foi dado e nós conseguimos realizar o Plano de Vida de Boa Vista, que foi o primeiro território titulado no Brasil e em mais de 20 anos a nossa comunidade não tinha um plano de gestão e com essa ferramenta a gente vai conseguir garantir, preservar e ter uma melhor qualidade de vida aqui na nossa comunidade.”, enfatizou a coordenadora administrativa da Arqmo, Claudinete Colé.

Com a aprovação do Plano de Vida no Quilombo de Boa Vista Trombetas o eixo Quilombola e a Arqmo avançam na consolidação da construção da ferramenta nos territórios. “O Plano de Vida é uma ferramenta participativa onde as comunidades discutem e debatem políticas para uma melhor educação, saúde, geração de renda. Já foram elaborados quatro planos de vida das comunidades de Boa Vista, Ariramba, Água Fria e Mãe Domingas e a expectativa é que após a conclusão do planos de vida  eles sejam alinhados com o fundo quilombola”, frisou Carlos Régis Araújo, consultor do Programa Territórios Sustentáveis.

A construção do Plano de Vida faz parte das ações desenvolvidas pelo Eixo Quilombola, do Programa Territórios Sustentáveis, sob a coordenação da Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam), com patrocínio da MRN em parceria com a Usaid.

 ASCOM: Território Sustentável

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS