II Semana de Combate aos impactos dos agrotóxicos na região do Baixo Amazonas

II Semana de Combate aos impactos dos agrotóxicos na região do Baixo Amazonas

II Semana de combate aos impactos causados por agrotóxicos terá programação em Santarém, Mojuí dos Campos e Alenquer.

De 26 a 30 de novembro será realizada a II Semana de Combate aos impactos dos agrotóxicos na região do Baixo Amazonas. A programação será em Santarém, Mojuí dos Campos e Alenquer, com palestras e debates sobre temas voltados para a saúde humana e o aspecto ambiental, todos relacionados aos danos causados pelos agrotóxicos.  O evento é organizado pelo Fórum Regional de Combate aos Impactos Causados pelos Agrotóxicos.

A abertura será em Santarém, no dia 26 de novembro, às 9h, no auditório do campus Tapajós, da Ufopa (bairro do Salé), com programação pela manhã e à tarde. No mesmo dia, a partir das 9h, haverá palestras na sede do STTR de Mojuí dos Campos. Toda a programação é gratuita, aberta ao público, e com certificado emitido pela Ufopa.

Nesta segunda edição da Semana, que é realizada em todo o Estado, Alenquer também será sede dos eventos, para possibilitar a participação dos moradores e comunidades dos municípios da Calha Norte. O seminário em Alenquer será no dia 28 de novembro, no ginásio poliesportivo Otávio Proença de Morais, com palestrantes da Universidade Federal Oeste do Pará, Universidade de Brasília, Emater e Adepará.

A programação segue no dia 29, em Santarém, com debate na sede do STTR, e encerra no dia 30 com a realização da feira de produtos orgânicos no prédio do Fórum de Justiça de Santarém.

A Semana tem apoio da Ufopa, Ministério Público (MPPA), Fase Amazônia, Emater, STTRs (Santarém, Mojuí e Alenquer), Odyssea, secretarias municipais de Agricultura e de Saúde de Alenquer, Embrapa, Pastoral Social da Diocese de Santarém, clínica Oncológica do Brasil e Fórum Estadual de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos. 

Os temas abordados incluem a Política Nacional de Redução de Agrotóxicos (PNARA), os impactos dos agrotóxicos na saúde humana e no meio ambiente, mortandade das abelhas, agroecologia e produção orgânica e a certificação de produtos artesanais. Também haverá capacitação de profissionais de saúde e apresentação do Manual de Vigilância e Atenção em Saúde às populações expostas a agrotóxicos.

Dentre os palestrantes, estão os pesquisadores Marcos Mota, do Instituto Evandro Chagas, e Geraldo Mosinann, que vai tratar da Política Nacional de Redução de Agrotóxicos; Flavia Garcez e Rui Bessa, da Ufopa; Carlos Passos, da UnB e outros.

O Brasil é maior consumidor de agrotóxicos do mundo. Dados da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) indicam que cada brasileiro consome em média sete litros de agrotóxicos por ano e 64% dos alimentos que chegam à mesa estão contaminados acima do nível permitido. Os impactos são para o meio ambiente, com contaminação da terra, água e ar, e ao ser humano, com doenças neurológicas, câncer e outras.

Texto: Divulgação Fórum Regional de Combate aos impactos dos Agrotóxicos

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS