Iniciou o VIII Festival de Cultura, Identidade e Memória Amazônida, em Óbidos

Iniciou o VIII Festival de Cultura, Identidade e Memória Amazônida, em Óbidos

Iniciou neta quarta-feira, dia 30, VIII Festival de Cultura, Identidade e Memória Amazônida (VII Fecima), que este ano tem como tema: “Travessias Culturais no Sopé do Travesso rio Amazonas”, o qual está sendo realizado em Óbidos no período de 30 de outubro a 1º de novembro de 2019.

A abertura oficial do FECIMA aconteceu às 19h na Casa da Cultura, sendo que a mesa foi formada pelo coordenador do Fecima, Prof. Dr. Itamar Paulino, o prefeito Chico Alfaia, a Prof. Dra. Marilene Castro Barros, presidente da ALLO e Jetter, Sub Secretário de Cultura. Logo após a abertura aconteceu a Mesa Redonda com o Tema: “AMAZÔNIA:  Travessias Culturais ao sopé do Travesso Rio Amazonas”, sendo que os debatedores foram os seguintes convidados:  Prof. Dr. Augusto Rodrigues da Silva Junior (UnB), Prof. Dra. Ana Clara Magalhães (UFAL), Prof. Dr. Willi Bolle (USP), Prof. Dr. Itamar Rodrigues Paulino (UFOPA).

FOTOS (Vander N Andrade)...

O Professor Itamar explicou sobre a escolha do VIII Fecima: “O tema foi escolhido para contar a história de alguns expedicionários que passaram por aqui pelo Rio Amazonas nos Séculos XVI, XVII, XVIII e XIX. Para isso, nós convidamos dois especialistas da Universidade de São Paulo – USP, Willi  Boli  e Eckhard E. Kuperf  que aceitaram  vir para Óbidos contar a experiência deles em suas pesquisas”.   

Lembrando que VIII Fecima tem como objetivo debater a produção cultural, memorial e identitária no Baixo Amazonas, e sua relação com o que é produzido no país e no mundo, através debates que serão focados no resgate memorial das manifestações folclóricas e populares, na importância da região para a compreensão da história da Amazônia no cenário nacional e global, e nas atividades artístico-culturais das cidades do Oeste paraense.

A respeito da programação, o Professor Itamar informou que durante o Fecima, serão realizadas rodas de conversa, mesas-redondas, contação de histórias infantis, expedições ambientais e culturais à Serra da Escama e ao Estreito de Óbidos, caminhadas históricas e um passeio pelo Museu Contextual local, expressões, apresentações folclóricas e oficinas sobre vários assuntos.

Para o professor Itamar, o diferencial desta versão do 8º ano do Fecima é que: “Nesta edição nós estamos resgatando pensadores dos séculos  XVII, XVIII e XIX, só que numa anuância mais literárias, pois os pesquisadores que falaram na abertura, trouxeram Delcídio Jurandir que faz também essa viagem no mundo da cultura amazônida. Apresentar a Amazônia com quem é daqui é muito mais gostoso do que vir alguém de fora a apresentar a cultura daqui”, informou o Professor.

I Feciminha, dedicado ao incentivo de crianças e adolescentes do município de Óbidos à participação em atividades culturais, iniciou pela manhã, na Escola Raimundo Cardoso de Araujo, quando houve Palestras e Contação de Histórias Infantis, Cine-Infantil, entre outras atividades.

FOTOS (Vander N Andrade)...

O evento é promovido pelo Programa de Pesquisa e Extensão Cultura, Identidade e Memória na Amazônia, vinculado ao Centro de Formação Interdisciplinar (CFI) da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), alunos de graduação mestrado da UFOPA, com apoio dos Professores da UFOPA – Óbidos, juntamente com a Secretaria de Cultura de Óbidos.

www.obidos.net.br 

VEJA AS FOTOS (Odirlei Santos)....

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS